• CETI

Tudo o que deve saber sobre fadiga na gravidez



Durante a gravidez é muito comum e normal as grávidas sentirem fadiga, principalmente no primeiro e terceiro trimestre de gestação.


Todas as mudanças físicas que vão ocorrer no organismo da mulher até à data do parto, fazem com que se sinta mais fatigada. Para ajudar a superar estes momentos, é aconselhável que encare esta fase com tranquilidade.


Neste artigo, vamos explicar-lhe os motivos da fadiga nos três trimestres da gravidez e vamos dar-lhe conselhos para superar melhor estes momentos!


Quais são as causas da fadiga durante a gravidez?


A fadiga e o cansaço são um dos primeiros sintomas da gravidez, essencialmente nas primeiras semanas de gestação, porque é o momento em que o bebé se começa a desenvolver dentro do útero materno e este processo vai requerer uma energia extra do seu organismo.


Para que chegue ao bebé oxigénio e nutrientes essenciais para o desenvolvimento do mesmo, o organismo da grávida produz mais sangue e para isso, o coração tem que bombear mais rápido e isso também provoca cansaço na grávida.


Durante a gravidez, também existem bastantes alterações hormonais, nomeadamente o aumento da progesterona, o que origina mais sono, irritabilidade ou emoção diante de situações que dantes passavam despercebidas.


As náuseas e vómitos, sintomas muito comuns nas grávidas, sobretudo no primeiro trimestre de gravidez, também podem contribuir para o cansaço, assim como a elevada necessidade de urinar várias vezes durante a noite, acabando por interromper o sono, originando também cansaço.


Fadiga no primeiro trimestre


No primeiro trimestre de gravidez, além do desenvolvimento do feto, é gerada a placenta que irá nutrir o bebé ao longo da gravidez. Esse processo requer muita energia, fazendo com que o organismo da mulher priorize o desenvolvimento da gravidez em detrimento das atividades do dia-a-dia.


Neste período, os níveis de progesterona vão aumentar significativamente e isso pode fazer com que se sinta mais sonolenta. O metabolismo também vai acelerar, consumindo por isso mais energia, o que poderá levar à fadiga.


Como já referimos anteriormente, as náuseas e vómitos, assim como a elevada necessidade de urinar várias vezes durante a noite, também irão contribuir para o cansaço.


Fadiga no segundo trimestre


No final do primeiro trimestre, os níveis hormonais estabilizam e a placenta já se encontra formada, originando uma melhoria ao nível do cansaço e do sono.


Algumas grávidas continuam a sentir algum cansaço nesta fase da gravidez. Não fique preocupada, também é algo comum, embora aconteça com menos frequência. Se for o seu caso, escute os sinais do seu corpo e tente descansar quando precisar.


Fadiga no terceiro trimestre


No último trimestre de gestação é provável que se volte a sentir exausta. À medida que o útero e a barriga começam a crescer, mais o peso do bebé, associado à compressão dos vasos sanguíneos da pelve e do abdómen, a grávida começa novamente a ficar fatigada.


A ansiedade provocada pela aproximação da data do parto, assim como a pressão sobre a bexiga, o que fará com que tenha a necessidade de urinar várias vezes durante a noite, serão impeditivos de umas boas noites de sono, originando, inevitavelmente mais cansaço.


Devo preocupar-me com a fadiga?


A fadiga, regra geral, não requer grande preocupação, porém, a elevada fadiga também pode ser um sintoma de anemia, se não estiver a ingerir ferro suficiente. Por este motivo, se se sentir muito cansada ou tiver também outros sintomas, é importante que fale com o seu médico obstetra.


Conselhos para aliviar o cansaço na gravidez:


Para que tenha uma gravidez menos penosa, apresentamos algumas dicas para aumentar a sua energia e lidar melhor com a fadiga:


· Crie uma rotina para dormir: Tente criar uma rotina de horários para um sono mais contínuo. Crie o hábito de se deitar e acordar à mesma hora, todos os dias da semana. O ideal será dormir pelo menos oito horas por noite.


· Procure o conforto para dormir: Uma boa noite de sono é meio caminho andado para uma gravidez tranquila. Para isso, encontre uma posição confortável desde as primeiras semanas, habitue-se a dormir de lado com os joelhos ligeiramente dobrados.


· Faça pausas regularmente: Durante a jornada de trabalho, faça uma pausa a cada três horas, aproveitando para relaxar o corpo. Se passar muito tempo sentada, levante-se para caminhar um pouco, se ficar muito tempo em pé, deve sentar-se periodicamente e descansar com as pernas ao alto.


· Mantenha uma dieta saudável: Ingira uma variedade de alimentos, ricos em proteínas e ferro que ajudarão a manter a sua energia ao longo do dia.


· Hidrate o corpo: Ingira muita água ao longo do dia para evitar a desidratação e diminua com o aproximar da noite, para evitar ter que acordar tantas vezes durante a noite para urinar.


· Pratique exercício físico: Realizar atividades físicas com regularidade podem trazer ao seu organismo um acréscimo de energia, no entanto, fale com o seu médico obstetra para saber quais os exercícios que pode realizar durante a gravidez.


· Descanse sempre que sentir necessidade e tiver oportunidade: Aprenda a seguir as indicações do seu corpo. Sempre que tiver oportunidade ao longo do dia, aproveite para dormir uma sesta, por muito curto que seja o período de tempo. O descanso será vital durante a gravidez.

82 visualizações

CONTACTOS

Avenida da Boavista, nº 2300, 3º

4100 -118 Porto

226 076 530

i006572.png

© COPYRIGHT CETI 2006-2019 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - DESIGNED BY MAR DIGITAL